terça-feira, janeiro 31, 2006

o passado


Estou passado! De tal maneira... que nem sei mais o que dizer?
--
O tempo divide-se em dois rios:
um corre para trás, devora
o que vives, o outro
vai contigo adiante
vasculhando a tua vida.
Num só minuto se juntaram.
É este. Este é o momento,
a gota de um instante
que arrastará o passado.
É o presente.
Está nas tuas mãos.
Rápido, resvalando,
cai como uma cascata.

(Ode ao Passado, Pablo Neruda)

1 comentário:

Anónimo disse...

Tu sabes sempre o que dizer, o teu pensamento,é como uma panela sem fundo,mas com um grande tesouro.Qual será? Tentem descobrir e mandem MS,o prémio é uma panela,mas com fundo,para nãoo descobrirem os segredos do Gi,esses são só dele. Maria

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...