sexta-feira, novembro 30, 2018

Fryderyka Chopina


Parque Łazienki, Varsóvia

Numa passeata pelo maior parque da cidade, o primeiro ponto de paragem obrigatória - o auditório ao ar livre onde se destaca o impressionante (e estranho) monumento em memória do pianista e compositor polaco-francês Frédéric Chopin (Fryderyka Chopina, como está inscrito na lápide na base do monumento).


quinta-feira, novembro 29, 2018

Tremido de frio

Varsóvia, Polónia

Na noite da minha chegada à Polónia, esta foi a única imagem que consegui captar durante um pequeno passeio a pé na grande avenida (Marszałkowska) do centro da cidade.
Ficou um bocado tremida - as minhas mãos gelaram quando as retirei das luvas para fazer a fotografia.
E depois desta, não consegui fazer nem mais uma - as baterias alcalinas normais da minha máquina fotográfica congelaram e esta deixou simplesmente de funcionar.
Entretanto, entrámos num restaurante (um local aquecido) e passados alguns minutos a câmara fotográfica voltou a ficar activa e funcionou normalmente. No regresso à rua a engrenagem congelou de novo. 
Só então prestei atenção a um painel de informação na avenida que indicava a temperatura local: estavam 9º abaixo de zero, com a sensação térmica de -12º.

domingo, novembro 25, 2018

Alfaiate ou Costureiro


ÉVORA

Este Domingo à tarde, ao passar por esta alfaiataria bem no centro da cidade, olhei de soslaio e comentei:
- "Olha parece que o pronto-a-vestir, afinal, não acabou o ofício de alfaiate e/ou costureiro de moda!
Aquele senhor está a fazer horas extra - provavelmente tem um fato para acabar e entregar ainda hoje!"
Alguém disse:
- "Sim, é verdade que hoje há uma nova geração de jovens artesãos da máquina de costura, agulha, linha e dedal, que vem dar resposta à crescente procura por parte de quem quer (e pode) ser diferente, usando um fato (ou um vestido) feito à medida."
Mas, após alguns momentos de contemplação da cena dentro da loja fechada, demos conta que o "costureiro" estava pardo, imóvel, sem acção... tratava-se afinal de um "boneco" muito bem feito.
Interessante...

sábado, novembro 24, 2018

Amanhecer DCXXVII


JUROMENHA, Alandroal

Vista deste ângulo (acesso da entrada principal) a fortaleza conhecida por "Sentinela do Guadiana", impressiona e parece muito bem conservada, mas, infelizmente não é bem assim - grande parte da restante muralha exterior, o antigo castelo medieval e as outras construções no interior incluindo a Igreja e a Capela, encontram-se em muito mau estado.

quinta-feira, novembro 22, 2018

A Fonte 728


Juromenha, Alandroal

O resto do que terá sido a bacia de "água benta" onde os fieis frequentadores da Igreja Matriz, há alguns séculos atrás, molhavam as pontas dos dedos antes de se persignarem, à entrada no templo.

sábado, novembro 17, 2018

Amanhecer DCXXVI


Praia das Maçãs, Sintra

Foi aprovado o novo horário de Inverno 2018 para o Eléctrico de Sintra.
A boa notícia: estará em funcionamento diário até 31 de Dezembro.

quarta-feira, novembro 14, 2018

Alteroso mar


Praia das Maçãs, Sintra

As imensas vagas invadiram o grande areal da nossa praia.
Durante boa parte da noite, o troar da forte ondulação na maré alta,
ora embalou o meu sono, ora me fez despertar em sobressalto.


sexta-feira, novembro 09, 2018

Igreja da Pobreza


Igreja do Senhor Jesus da Pobreza (Évora)

Uma das mais ricas jóias do património monumental da cidade, encontra-se no Largo da Pobreza.

Esta magnífica obra da arquitectura religiosa setecentista foi patrocinada pelo inesgotável erário de El-Rei D. João V, o Magnânimo.
A construção foi orientada por um dos mestres ajudantes e aprendizes de Frederico Ludovice, o famoso arquitecto germânico responsável pela construção do Palácio-Convento de Mafra.

quinta-feira, novembro 08, 2018

Varandas na Forja


Évora

Varandas com gradeamento de ferro forjado, há muitas ainda, felizmente bem conservadas, nas vilas e pequenas cidades do interior, nas cidades maiores do litoral e até na na capital.
Com adornos estilo esfera armilar como os desta varanda ainda nunca tinha encontrado.


quarta-feira, novembro 07, 2018

Foi por ela


Juromenha (Alandroal)

Pois foi, só por ela, uma típica chaminé alentejana, que fiz esta fotografia.
De resto, não e ocorre mais seja o que for de especial ou interessante para dizer.
Tenho dito!

segunda-feira, novembro 05, 2018

Com ou sem ajuda


Ponte da Ajuda (Elvas)

De regresso a Portugal, atravessamos o Guadiana pela nova ponte, no lugar de Nossa Senhora da Ajuda, à vista das ruínas da velha e malfadada obra de D. Manuel I, a qual desde a inauguração (1510) foi alvo de sucessivas desgraças:
  1. sem ajuda de ninguém ruíram alguns arcos (1597) em consequência de fortes cheias que elevaram anormalmente o caudal do rio Guadiana - foi reconstruída;
  2. depois, com uma ajudinha do exército castelhano, foi parcialmente destruída (1646) durante a Guerra da Restauração da Independência - foi reconstruída;
  3. mais tarde (1709) durante a Guerra da Sucessão Espanhola, de novo a ajuda do exército castelhano que fez explodir a ponte, destruindo-a mais uma vez - nunca mais, até hoje, foi reconstruída.

domingo, novembro 04, 2018

Domingo Manuelino


Igreja de Santa Maria Madalena (Olivença, ou Olivenza)

E quem for assistir à santa missa de hoje, domingo, terá oportunidade de apreciar o esplendor do estilo Manuelino, no interior da Igreja mais portuguesa de Espanha.

sábado, novembro 03, 2018

Amanhecer DCXXIV



Portal (séc. XVI) no estilo Manuelino, perfeitamente bem conservado.

Actualmente é porta do Ayuntamiento de Olivenza (Espanha)
que deveria ser a Câmara Municipal de Olivença (Portugal)

Grande confusão na minha cabeça:
património arquitectónico nacional Português sob domínio de "nuestros hermanos"?


sexta-feira, novembro 02, 2018

A Fonte 727


Fonte com tanque para dar de beber aos animais - data de 1660.

Na entrada da antiga freguesia de Nossa Senhora do Loreto de Juromenha.

quinta-feira, novembro 01, 2018

Dia de Santos Nenhuns


Igreja Matriz da Juromenha (Alandroal)

Neste Dia Todos os Santos, se alguém quiser rezar convém escolher outra igreja, pois aqui neste lugar não resta um único santinho, nem tão pouco no altar - foram todos embora para onde?
- Talvez, quem sabe, com a fronteira aqui tão perto, tenham emigrado. Partiram em busca de outra vida em lugar mais acolhedor.

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...