sábado, outubro 11, 2008

Amanhecer CXXXIX


Um obstáculo de cor intensa invadiu o horizonte da minha janela, na Casa da Praia, virada para o campo.

3 comentários:

Anónimo disse...

Das minhas janelas só vejo betão.
Umas árvores e um simulacro de jardim, do lado da frnte. Do lado de trás é pior: restos de barracas, caixotes do lixo, um campo, que dantes tinha erva e hoje é depósito de restos de um circo. Ao longe, muito ao longe, uns montes que, dantes eram verdes.
Como vês, como paisagem, é um luxo.
Mas é aqui a minha casa. O sítio melhor do mundo, onde estou rodeada de tudo o que foi a minha vida. E está o meu Chefe, o meu Nabão, os meus livros e discos, nada mais. Olha! Onde é que eu fui buscar isto? Ah! era a Elis que cantava. "Casa no Campo". Lembras-te?
Maria

O Bicho disse...

Era só isso que eu queria nesta minha "casa do campo, na praia":
«Uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais
..
Uma casa no campo
Do tamanho ideal,
Onde plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais.»

Anónimo disse...

SIM ESSA CASA DE CAMPO, CREIO QUE TODOS NÓS QUEREMOS.

SPUK

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...