quinta-feira, maio 10, 2007

Vista daqui 22


Até parece uma cigarrrilha ou uma espécie de boquilha daquelas que se usavam há alguns anos, no tempo da outra senhora, para fumar cigarros sem filtro.
Pois, mas não é - trata-se da porra de uma seringa descartável, daquelas que nós, decentes cidadãos ordinários, comuns contribuintes, oferecemos aos agarrados para se injectarem em melhores condições de higiene e segurança, utilizando sempre seringas novas e não partilhadas, que vão buscar de borla, às farmácias.


Mas então, o Zé Povinho, para facilitar a vida aos janados, paga do seu bolso as seringas que eles utilisam e em seguida deitam fora em qualquer lado, sem pensarem em mais ninguém? Os filhos da... mãe.
Esta estava num jardim público, mas já tenho encontrado muitas merdas dessas enterradas na areia da Praia das Maçãs.
Quando penso que uma qualquer criança se poderá picar na puta da seringa que um cabrão de um drogado larga no meio do chão, fico mesmo fodido de todo!


Afinal, que merda vem a ser esta? Ao protejer os mais incapazes (os desgraçados, com um futuro bastante duvidoso) estamos a pôr em perigo a vida dos mais importantes - os inocentes que serão o nosso futuro mais promissor.

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...