segunda-feira, maio 07, 2007

o Pato


Onde está o Pato?
Quando tirei a fotografia, ele estava aqui.

Ao sair da exposição de fotografia "INGENUIDADES" na Galeria de Exposições Temporárias da Fundação Calouste Gulbenkian, o pato nadava por entre os nenúfares deste lago do Jardim da Fundação.

Tirei-lhe uma fotografia para postar, mas agora, não consigo ver onde ele está - é uma fotografia sem Pato. Mas isso, não impede de recordar Vinícius de Moraes:

O Pato

Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
La vem o Pato
Para ver o que é que há.

O Pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro

No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo
Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo

Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela.

2 comentários:

Carla D'elvas disse...

... os PATOS, normalmente, caiem na cama não na panela.

hj estás mt aplicado rapaz!
a cama dá-te insónias?

O Bicho disse...

Insónias - já não consigo dormir, na cama, como as pessoas, ditas, normais;
há já muitas, muitas noites, que o sofá é só meu;
não quero perturbar o sono e o merecido descanso de quem trabalha;
neste caso, a nossa directora (cá de casa) - quando me deito ao pe´dela, não consigo ficar quieto!

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...