sexta-feira, maio 11, 2007

a Fonte 95

(Belas, Sintra)

REDONDILHA

Descalça vai para a fonte
Leonor, pela verdura:
Vai formosa , e não segura...

Leva na cabeça o pote,
O têsto nas mãos de prata,
Cinta de fina escarlata,
Saiinho de chamalote.

Traz a vasquinha de cote
Mais branca que a neve pura;
Vai formosa ,e não segura

Descobre a touca a garganta;
Cabelos de ouro entrançado,
Fita de côr de encarnado,
Tão linda, que o mundo espanta,
chove nela graça tanta,
Que dá graça à formusura:
Vai formosa, e não segura.

(Luís de Camões, 155X)

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...