quarta-feira, maio 16, 2007

a Fonte 97/98


Uma é pequena, a outra é grande.
Uma é simples, a outra monumental.

Uma tem água, a outra nem por isso.
Uma mata a sede, a outra nem nada.

Uma refresca por dentro, a outra por fora.
Uma deita água, a outra tem jorros de luz.

Uma dá de beber, a outra dá que ver.

Sem comentários:

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...