terça-feira, novembro 18, 2008

Nas Rodas do Tempo (2)


De vez em quando... penso

farto de estar aqui sozinho a escrever e a pensar
a pensar o que vou escrever para não pensar que estou aqui sem mais nada para fazer que não seja pensar e escrever
e ficar a ver o resto da vida a passar
e o tempo lá fora a correr no ecran da minha janela p'rá rua, para a vida, a vida dos outros que seguem o seu destino perseguindo a esperança de vida que lhes acena do futuro
eu, só tenho o tempo, muito tempo passado, muito tempo parado... a pensar, a olhar o tempo que faz lá fora, na rua, no ar - o vento, a chuva que não vem, o sol, o luar, a agitação do mar
mas eu vou continuar e o tempo não vai parar
mas porque é que há-de ser assim?
e quando tudo for como já foi e nada mais for igual ao que era dantes, então tudo voltará a ser como nunca foi!

1 comentário:

O Bicho disse...

Esqueci-me de dizer que isto será, uma "Ode ao João Sebastião Bar"
a publicar, se couber, nas memórias do próximo encontro jantar de "amigos do JSB".

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...