domingo, novembro 09, 2008

a Fonte 299


"Quinta do Castro", (Pragança)

Opção para um passeio com almoço fora do comum (*) requintado (e nem é caro) num dia bonito de sol aberto e sem vento como este Sábado.

Não serão mais de 50 kms, desde Lisboa, sempre por boas estradas, até à aldeia de Pragança.
Isso mesmo, Bragança (com Pê), tem localização privilegiada no sopé das fragas rochosas da montanha de Montejunto.
Uma aldeia pré-histórica, muito antiga mas limpinha, arrumadinha, arejada e luminosa, que tem muito que ver, principalmente a vista deslumbrante, que desde lá de cima dos seus 500 metros de altitude, alcança o mar da costa Oeste.

(*) O Bacalhau à Quinta do Castro é diferente, especialmente bom.
E melhora se bem acompanhado com um Cerejeira Tinto, da "Quinta do Sanguinhal".


2 comentários:

Anónimo disse...

Bicho:
Como consegues achar, estes pedaços do mundo antigo? Água, relva, fumo e, pelos vistos bacalhau e vinho.
Ainda há sítios destes?
Vou guardar a ideia. Quem sabe, um dia...
Maria

Anónimo disse...

A aldeia é coisa rara.
Tem história, e os arredores muito que visitar: Povoado Neolítico, Conventos, Capelas, Miradouros, Fábrica do Gelo.
Hoje era um óptimo dia para essa voltinha - o Verão de S. Martinho está aí em beleza.

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...