sexta-feira, novembro 14, 2008

a Fonte 302


Estamos de volta à belíssima Aldeia de Pragança.
Na segunda passagem por este lugar da Serra do Montejunto (que merece segunda visita) apanhei mais esta fonte, que não é histórica(*).

É uma fonte portuguesa, tradicional nas zonas rurais, feita de alvenaria, caiada, com pequenos paineis decorativos, de azulejo.
Um tanque reservatório com água corrente, utilizada para rega, lavagens e para dar de beber ao gado.
Uma bica para encher as bilhas ou outros continentes, de onde se pode beber directamente a água pura, fresca e limpa da nascente nos contrafortes calcários do Montejunto.
NÃO TEM O TÍPICO LETREIRO - "ÁGUA IMPRÓPRIA PARA CONSUMO".
(*)
Felizmente para mim, que ando a ficar muito atreito a "gafes" na história das coisas que aqui escrevo ou descrevo, seja por desatenção, ou por ignorância.

1 comentário:

Anónimo disse...

Está visto que, tenho de ir a Pragança. Devo ficar abismada, por ver que, ainda existem sitios, como eu gosto.
Bom fim de semana.
Maria

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...