sexta-feira, novembro 14, 2008

a Fonte 302


Estamos de volta à belíssima Aldeia de Pragança.
Na segunda passagem por este lugar da Serra do Montejunto (que merece segunda visita) apanhei mais esta fonte, que não é histórica(*).

É uma fonte portuguesa, tradicional nas zonas rurais, feita de alvenaria, caiada, com pequenos paineis decorativos, de azulejo.
Um tanque reservatório com água corrente, utilizada para rega, lavagens e para dar de beber ao gado.
Uma bica para encher as bilhas ou outros continentes, de onde se pode beber directamente a água pura, fresca e limpa da nascente nos contrafortes calcários do Montejunto.
NÃO TEM O TÍPICO LETREIRO - "ÁGUA IMPRÓPRIA PARA CONSUMO".
(*)
Felizmente para mim, que ando a ficar muito atreito a "gafes" na história das coisas que aqui escrevo ou descrevo, seja por desatenção, ou por ignorância.

1 comentário:

Anónimo disse...

Está visto que, tenho de ir a Pragança. Devo ficar abismada, por ver que, ainda existem sitios, como eu gosto.
Bom fim de semana.
Maria

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...