quarta-feira, novembro 05, 2008

a Fonte 297


"Fonte das Avencas", (Amadora)

Ainda não há muito tempo a água desta nascente,era "encopada" para comercializar.
Encontrava-se em poucos supermercados, cafés e restaurantes, mas era mesmo assim como eu digo. Não se vendiam garrafas mas sim copos com esta água. Copos de plástico devidamente selados, à semelhança de alguns iogurtes, eram o continente preferencial para a água pura desta nascente.
Este lugar, ficava bem distante da Porcalhota da minha adolescência, mesmo nos limites da Amadora, para além da Pedreira do Metropolitano da Serra da Mina.
A "penantes" era empreendimento para meio dia, por isso, nós - putos - passávamos por lá muito raramente, e sempre na época das "chinchadas" de Verão - menos para matar a sede - mais para apanhar Ginjas e fugir escorraçados pelas "pedradas" do guarda das instalações.

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...