terça-feira, abril 07, 2009

tristeza... enfim


aqui no cimo de Cabeço de Vide

Naquela tarde luminosa de Abril
sozinha no mirante do pelourinho
o olhar perdido no horizonte do sul
já não tem ninguém para conversar
não restam memórias para reviver
amigos foram desistindo e ela resiste
a vida é assim, muitas vezes triste
os turistas que apreciam a paisagem
dizem "boa tarde" e passam ao lado
tiram a fotografia e seguem viagem
parece indiferente mas vendo bem
aquele rosto fechado inexpressivo
tem vincada uma tristeza sem fim
que tocou a minha sensibilidade
imagino-a donzela nos anos vinte
pelo campo correndo em liberdade
conhecê-la então e vê-la agora assim
passaram muitas, muitas Primaveras...

1 comentário:

Maria disse...

"Aletejanas e amorosas" é um disco do Vitorino ou do Janita?
Esta é Alantejana e solitária...
Bela foto, Bicho.
Beijo

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...