domingo, agosto 03, 2008

hoje chorei


(estou feito maricas; tenho-me uma raiva do caraças; só me apetecia cortar metade de mim; retirar do meu ser, este lado hiper-sensível, porque me faz chorar; que desencadeia emoções difíceis de controlar; sentimentos que não consigo evitar nem ao menos ocultar)


e vou acabar o dia a chorar
é esquisito este sentimento
apatecia-me ir e não voltar
agora que estou de partida
sinto já uma imensa saudade
o conflito que carrego comigo
tem muito peso - um lamento
a contradição da minha vida
procuro conforto de um amigo
dos bons tempos da mocidade

não imaginava a vida assim.
ainda mal acabei de crescer,
acreditem porque é verdade
isto que eu vos estou a dizer:
"vou a gostar de outra cidade
que não a Lisboa onde nasci"

sem a minha querida Lisboa?
vai ser possível? não acredito.
só de pensar nisso, fico à toa
de tal maneira tão esquisito,
que até a inspiração, perdi...

Nova Yorque será o princípio,
espero eu que não, o do fim...

4 comentários:

Kim disse...

Às vezes - chorar lava a alma e esta, avisa quando chega a hora.
A tua querida Lisboa continua por aqui desde que a não queiras perder.

Anónimo disse...

Chorar é bom, de saudades, de amor, porque queremos ir, ou ficar, os nossos sentimentos atropelam o nosso querer. A todos
aconteceu...Seja Feliz...
bjinhos
bela

Anónimo disse...

Bicho:
Acho lindo, um homem ter a coragem de dizer que chora. Quem disse que só as mulheres teem direito de chorar?
Por essas lágrimas, envio-te um beijo e a certeza da amizade da
Maria

Carla D'elvas disse...

Um HOMEM também chora.
FORTE e FRÁGIL... é tantas vezes, um menino no fundo do peito.
...Abre as comportas do teu peito e deixa que as lágrimas, lavem e aliviem o teu coração.
Não tenhas medo de chorar.
Não tenhas medo de ser feliz.
A nossa LISBOA... continuará em LISBOA ;)

Beijinho meu :)

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...