terça-feira, agosto 12, 2008

a Fonte 263


Aqui há tempos, passou-me uma coisa pela tola,
calcei as botas de caminheiro, carreguei a mochila com algumas utilidades e empreendi uma esforçada caminhada que começou às 10 da manhã Massamá e veio a terminar, no mesmo dia às 6 da tarde na Estação de comboios de Alverca.
Não sei quantos quilómetros - hei-de refazer o percurso, de automóvel, só para os contar - que custaram muito a percorrer, pois foram imensas as dificuldades de ordem física experimentadas ao longo do caminho, sobretudo depois da subida e descida da Serra de Caneças para Loures.

A pior etapa foi a travessia do extenso e desengraçado vale que liga Loures a Alverca. Nessa descaracterisada paisagem, há poucas coisas interessantes para ver, com uma excepção:
o conjunto monumental do Palácio da Mitra em Santo Antão do Tojal, do qual faz parte este extraordinário Chafariz do Sec. XVIII.

2 comentários:

Anónimo disse...

Valeu o esforço, a fonte é linda e fiquei a conhecer uma parte da Mitra, monumento tão pouco falado.

jinhos
bela

Anónimo disse...

Conheço bem este Palácio, só que o conhecia como "Palácio dos Arcebispos", que é como lhe chamam em Santo Antão do Tojal. Fica mesmo ao pé da "Casa do Gaiato". É realmente lindo.
Maria

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...