quinta-feira, agosto 14, 2008

O que tenho hoje


O que é que eu tenho hoje?
Ora... "Tenho um dia a mais que ontem", como se costuma dizer.

É a única coisa que me ocorre neste momento de palermice súbita, assim, de repente e para já. Isso mesmo, "um dia a mais que ontem", quer dizer que, ainda ando cá por este mundo a pensar que estou vivo.
Pois, hoje, como nos outros dias passados, podemos acrescentar mais um dia ao meu contador de tempo, pessoal e exclusivo, que foi ligado no preciso momento em que a minha Mãe me trouxe à superfície deste nosso Planeta (cada vez menos) Azul.
E pronto, está tudo dito. Estava escrito, no destino, que mais um dia haveria de passar para mim e por mim, hoje. Passou, passou por mim e por muito mais gente no resto do mundo. Gente, deste mundo e arredores.

Dos arredores... disso, não sabemos grande coisa, ou secalhar nem sabemos nada.
Quer dizer, não sei eu, nem a maioria dos vivos, com excepção de uns quantos iluminados que dizem saber algumas coisas. É verdade, há quem afirme que mantém contactos com o "outro mundo".
Há quem assegure que há outra(s) vida(s) para além desta(s).
Quem sabe?

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...