quarta-feira, abril 04, 2018

A Fonte 690


Parque Eduardo VII (Lisboa)

Já que estou em maré de recordações, aqui fica mais uma, ligada a este local - porta do jardim da "Estufa Fria".
Memória de coisas simples da minha vida no século vinte, quando em tardes quentes de verão eu vinha até aqui passar algumas horas - umas vezes sozinho, outras bem acompanhado - percorrendo as veredas deste interessante jardim que é a "Estufa Fria".

Lá dentro não se ouve o ruído da cidade; o som ambiente posso dizer que tem uma componente aquática e uma outra aérea; uma com origem na água corrente (repuxos, cascatas, e pequenos córregos) e outra produto da normal actividade dos pássaros que se fazem ouvir, esvoaçando e pululando por entre as plantas e pequenos lagos que nos rodeiam por todos os lados.

O lugar é ideal para relaxar, desligar do stress do dia-a-dia, sentar num recanto a ler um livro, ou contar histórias mais ou menos segredadas juntinho ao ouvido de alguém que nos quer bem...

Sem comentários:

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...