quinta-feira, maio 28, 2009

a fonte 393


A Fonte da Graça, em Ouguela - já falei deste lugar raiano, junto a Campo Maior, hoje quase deserto.

Acerca desta água, dizem os registos termalistas (séc XVIII) portugueses

«… que não cria cousa viva, e que mata todo o bicho vivo, que nela se lança. Usam desta água para matar as sanguessugas que entram no corpo, e para as lombrigas, incluindo a ténia ou solitária, sendo por isso conduzida em garrafas para Madrid, fiando dela o vencimento de moléstias obstinadas, debilidades de estômago, vómitos pertinazes e outras, onde convêm tais águas...»

Sem comentários:

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...