quarta-feira, maio 27, 2009

a fonte 392


(Pormenor dos azulejos da fachada de uma casa em ruínas, na Quinta Real de Caxias)

Hoje consultei a fonte da sabedoria popular
Diz "O Verdadeiro Almanaque BORDA D'ÁGUA para 2009", acerca deste 4º dia de Mercúrio (4º dia da semana = quarta-feira) do Mês de Maio:
  1. dia de St. Agostinho da Cantuária (1º Bispo de Canterbury, no sec. VII - não confundir com o outro Agostinho, o filósofo);
  2. é tempo de limpeza das matas (se fizessem o que diz o Almanaque, não haveria tantos incêndios, na floresta);
  3. no campo, há que transplantar o Arroz e fazer as sementeiras de Girassol e Soja e de seguida "tosquiar" as Ovelhas (é a mudança de guarda-roupa para o tempo quente que se aproxima);
  4. é de aproveitar agora para "enxertar" Damasqueiros, Amendoeiras, Cidreiras e Laranjeiras enquanto se faz a "semeadura" de Abóboras, Feijão, Melancia, Melão, etc., etc., etc.
  5. no jardim, toca de semear Cravos e Manjericos (é preciso dar mais cor e cheirinho às Festas dos Santos Populares que estão aí a chegar).

3 comentários:

Maria disse...

Bicho:
Se fossem seguidas as leis do povo, (que são as que a Natureza lhe ensinou), tudo estaria certo. O tempo, o local, as leis da vida.
O homem quis ser esperto e estragou tudo.
Beijinhos

O Bicho disse...

Pois é, Maria,
com o passar dos anos, com a experiência de vida, nós, comuns mortais, chegamos a essa conclusão, para nós óbvia, evidente;
a inovação, a juventude, porém, dispõe de outros argumentos que, mais ou menos, rapidamente conseguem sobrepor às leis da natureza;
no entanto, o "natural" acabará, mais dia menos dia, por vir ao de cima...

O Bicho disse...

Bem,
este tema pode levar-nos a argumentações e contra-argumentações praticamente infinitas... ou pelo menos, tão prolongadas quanto o tempo que resta de sobrevivência à espécie humana que pensa.

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...