domingo, março 08, 2009

Sentidos


Dos 5 sentidos (fisiologicamente falando) do corpo humano, que eu aprendi na Escola Primária, o Olfato é, dos mais interessantes.

Identificar um cheiro reconhecido é um processo intelectual aprendido sem querer ao longo dos primeiros anos de vida do ser humano. Adquirir a capacidade para analizar a composição química do ar - cheira bem ou cheira mal - faz parte do desenvolvimento que acompanha o crescimento de quase todos os seres vivos terrestres.
É como ter dentro da cabeça um complexo laboratório de análises químicas, onde existem milhares de diferentes aromas, odores, fragrâncias, armazenados em frasquinhos devidamente arrumados e classificados na nossa memória, com rótulos (etiquetas) onde vão sendo gravadas imagens, sons, sabores e sentimentos, de alguma maneira relacionados com o conteúdo de cada frasco.
Hoje, sinto no ar do campo, um forte aroma ligado à cor amarela - são as Mimosas floridas que anunciam a Primavera iminente. Já é inevitável, o fim do Inverno, reconhecido ainda no cheiro da erva fresca que recobre os campos salpicados de florescências amarelas das Azedas.

2 comentários:

Maria disse...

Mais uma coincidência.
Os cheiros dizem-me muito. Devo ter dúzias dos tais fraquinhos, pois um determinado aroma traz-me à ideia, uma pessoa, um lugar, um dia. Consegue fazer-me lembrar coisas esquecidas, ou guardadas num cantinho da memória.
O cheiro das Mimosas lembra-me, um recanto da quinta da minha mãe e tios, a que chamavamos: "O cantinho das Mimosas". Era um bocadinho do Paraíso. Tinha o chão coberto de musgo, um poço, mesas e bancos de pedra e era rodeado de Mimosas. Passavámos horas lá.
Obrigada Bicho, por me teres lembrado os bons tempos da minha infância, a quinta, a Ria, os moliceiros a passar.
Beijo da amiga e, muitas vezes coincidente.

Anónimo disse...

O CHEIRO TAMBÉM ME DIZ MUITAS COISAS, E ME REPORTAM A LUGARES, PESSOAS E FATOS.

SPUK

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...