segunda-feira, março 23, 2009

a fonte 357


De quando em vez (que é o mesmo que dizer, "de vez em quando"?) é bom matar saudades numa passagem, ainda que breve, pela Baixa de Lisboa.
Aqui fica a imagem de um desses momentos, na qual faço notar uma coisa que nunca tinha reparado até hoje - será possível(?) que eu nunca tenha percebido que neste chafariz, ao contrário do que é vulgar, a água jorra do topo, isto é, de cima para baixo.

3 comentários:

Cristina disse...

ous.

Cristina disse...

Oups, problème avec le commentaire!
Je disais que cette fontaine était superbe!
Bisous.

Maria disse...

E é mulher: de cima para baixo. Qual é o espanto?
Beijo

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...