segunda-feira, novembro 16, 2009

a ver navios 88



Fado de Vila Franca

Com o Colete Encarnado
Jaqueta e meia branca
Campinos toiros e fado
Esperas de gado em Vila Franca.

Oh terras do Ribatejo
Cheias de sol e alegria.
Oh gente sem ambições
Que dá lições de valentia.

Oh terras de Vila Franca
Onde tanta e tanta vez
Sem temer uma colhida
Se arrisca a vida com altivez!


Voltei ao velho cais do Jardim de Vila Franca de Xira.
Fiquei ali sentado a olhar os barcos no Tejo e a recordar os momentos de grande agitação, de intensa euforia, (de "adrenalina", como se diz hoje) das "largadas" nos dias da festa do Colete Encarnado.
«Uma ou duas vezes, pendurado na portada de uma janela ou escarranchado num poste de iluminação pública, escapei à justa, de levar uma marrada, ou uma cornada.»
Enquanto revivia mentalmente aquelas antigas imagens e emoções, veio-me à memória um fado. Velho, talvez tão velho quanto eu...
Trauteei a música - ainda me lembro bem - mas a letra (saquei da Net) só me lembrava da última estrofe.

1 comentário:

Anónimo disse...

Também gosto desta paisagem do Ribatejo.

Mas hoje vim aqui ao blog na esperança de encontrar uma foto da minha Praia das Maçãs. O blog é uma janela aberta para estes sítio onde gostava de estar e que me faz sentir bem.

Obrigada pela partilha.Um abraço.
Ana

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...