quinta-feira, junho 07, 2007

Vista daqui 31


Balada de Lisboa

Em cada esquina te vais
Em cada esquina te vejo
Esta é a cidade que tem
Teu nome escrito no cais
A cidade onde desenho
Teu rosto com sol e Tejo.


Caravelas te levaram
Caravelas te perderam
Esta é a cidade onde chegas
Nas manhãs da tua ausência
Tão perto de mim tão longe
Tão fora de seres presente.


(Manuel Alegre, 1989)

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...