domingo, junho 17, 2007

a Fonte 119


Poesias Inéditas

A lavadeira no tanque
Bate roupa em pedra bem.
Canta porque canta e é triste
Porque canta porque existe;
Por isso é alegre também.


(Fernando Pessoa, 1933)

1 comentário:

Carla D'elvas disse...

isso era as lavadeiras do tanque!
agora... são silênciosas!
metemos a roupa lá dentro e já tá!!!
se pedirmos... até saí sequinha ;)
as cantigas, são agora, da parte do titular do objecto (lavadeira!).

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...