quinta-feira, abril 12, 2007

Mariquices


Jacinto, na Mitologia Grega, era um jovem de extraordinária beleza, que foi amado apaixonadamente por Apolo.

Um dos deuses dos ventos, Zéfiro (ou Bóreas), nutria o mesmo sentimento, ficando enciumado com a preferência concedida pelo jovem a Apolo.
Um dia em que Apolo e Jacinto jogavam juntos, esse vento soprando com violência, desviou o disco lançado por Apolo, fazendo-o atingir a fronte de Jacinto, que caiu morto.
Apolo esgotou todos os seus recursos divinos para o fazer reviver, mas sem resultado; transformou-o então na flor que hoje conserva o seu nome.

5 comentários:

Anónimo disse...

Mas esta é um Narciso!

Anónimo disse...

É verdade, é um Narciso, confirmei agora na enciclopédia, depois de receber este comentário.
Agradeço a atenção e correcção.
Estava errado o nome escrito no pacote de sementes que utilizei.
OBicho

Anónimo disse...

A propósito, também é interessante a história do Narciso na Mitologia Grega.

Anónimo disse...

Conto-a um dia destes quando publicar a foto de um Jacinto.

OBicho

Anónimo disse...

Devo dizer que nutro grande apreço por quem se dedica a manter um blog com o interesse que este tem.
Que continue ... pois faz falta

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...