quinta-feira, abril 19, 2007

Aqui jaz..


Epitáfio

Aqui jaz, mui contente de seu fado,
Jacinto Calmeirão;
que quatro lindas vezes foi casado,
e quatro foi cabrão.
Casou pobre, e morreu rico, e faceira.
Quanto vale ter mulher bela, e Loureira!

O autor desta coisa foi (quem diria) um Padre:
Francisco Manuel do Nascimento, mais conhecido por Filinto Elísio, poeta arcade, professor da Marquesa de Alorna.

Sem comentários:

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...