sábado, julho 26, 2008

Amanhecer CXXVII



Um amigo, ofereceu-me um saco cheio destas coisinhas apanhadas num arbusto do seu quintal. Eu jà tinha visto algumas pessoas comprarem estas coisas, na banca de um agricultor que vende os seus produtos, aos fins de semana, no mercado saloio de rua, em Almoçageme - pensava eu que eram simplesmente flores secas para decoração.

Qual não foi o meu espanto...
quando percebi que dentro desses invólucros existia uma baga - um fruto que parece uma cereja amarela - que se pode comer e é bem gostosa. Tem um doce sabor esquisito, que ainda não consigo definir, mas que passei a adorar - fiquei viciado nestes frutos silvestres, cujo nome não sei e que me fazem lembrar "Pérolas Vegetais".

Não fazia ideia nenhuma - e pensar que vivi durante 60 anos na ignorância total - disto?

6 comentários:

Anónimo disse...

Bicho:
Essas pérolas, chamam-se "Fisális".
São deliciosas.
Conheci-as há anos, na quintinha de um velho amigo e, fiquei fã.
Também és frequentador do mercado de Almoçageme? Vou lá às vezes.
Maria

Anónimo disse...

Só hoje as reconheci, não fazia ideia que se podiam comer.
Obrigado,
"Fisális", já não esqueço.
bjs para os dois
bela

Unknown disse...

sempre comi quando era criança em itabira, nao sabia o nome.tudo era frutinha.frutinha amarela.tinha tb a frutinha roxa,redonda miudinha. qdo verde horrivel e sempre tinha um pentelho pra espremer uma verde na na boca de alguem.obrigada essa imagem me remeteu a um tempo a tempos esquecido.

Iná Favacho disse...

Em minha cidade, Baião Pará chamamos essa frutinha de "camapú", é realmente delicioso quando amarela, mas quando verde tem um sabor amargo. Isso me lembra os bons tempos de infância.
Abraços!!!

eva disse...

eu tenho no meu quintal essa fruta, fisales, é uma delicia.

Maysa disse...

Olá

Bons poemas e dicas. Amar a vida, basta.
Não precisas provar que existes.
Abraço
Maysa

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...