sexta-feira, novembro 30, 2007

Autoretrato 23


Não sei porque é que escolhi este retrato para publicar?
Eu tinha uma ideia qualquer, em mente, mas esqueci-me.
Porra de cabeça esta. Cada vez pior.

Este intenso reflexo cor de bola de vidro das decorações da Árvore de Natal, leva-me a repensar que talvez eu tivesse intenção de escrever alguma coisa relacionada com o Natal, ou o Pai-Natal, as iluminações de Natal, as cores do Natal, os presentes de Natal, o ambiente Natalício, o fogo das lareiras na Consoada, o aconchego da família no lar, a felicidade efémera para os prendados, a falsa esperança para os desfavorecidos, para os desvalidos e para os marginalizados, a comiseração, a tolerância, a paz, a amizade, a solidariedade, a fraternidade, e eu sei lá que mais..?

Tudo o que, vocês outros, quiserem depositar aqui no sapatinho das prendas, ou acrescentar na lista dos desejos a enviar na Carta para o Polo Norte.

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...