terça-feira, novembro 20, 2007

vou-membora


Vou-me embora, vou partir
mas tenho esperança
de correr o mundo inteiro, quero ir
quero ver e conhecer rosa branca
e a vida do marinheiro sem dormir

(Alentejano Desconhecido)


Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei.

(Manuel Bandeira)


Vou-me embora, vou-me embora
Vou sair dessa cidade
Vou-me embora, vou-me embora
Vou morar lá na Trindade

(Neto Trindade)


Vou-me embora pra Bahia,
Porque lá é meu lugar.
Tem a festa do Bonfim,
E o Mercado Popular.

(Capoeira Desconhecido)

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...