terça-feira, novembro 13, 2007

Rua das Amadas


Diálogo na Rua das (Bem ou Mal) Amadas

Se te armas em calona,
Ó minha ganda maluca.

Com um carôlo na mona,
Faço-te saltar a peruca.

Olhó mangas da Porcalhota!!!
Tu tens a mania que és mau.
Mas olha que aqui a velhota,
É capaz de te dar com um pau.

Afinal, comé quié?
Tás aqui, tás axar!

Levas um pontapé...
Quinté vais plo ar!

Tu pensas que és o maior.
Tás armado em mete nojo,
Põe-te a fancos, qué melhor.
Ó inda vais pra casa de rojo.

Que raio de porra esta!
Malvada sorte a minha.
Para ajudar à festa...
Só cá faltava a vizinha.

Pois! Vou-mimbora,
Ó minha! Tou no ir.

Ora bem! Tá na hora.
Vá lá ver! Tocá bulir...

Adeus, ó vai-tembora...
Já é tempo de partires
Ao encontro da aurora.
Dá notícias, se a vires...


(Cantos ao Desafio, Nov. 2007)

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...