segunda-feira, dezembro 15, 2008

o nosso Mar


Este é o nosso Mar - hoje não é o meu.
O meu terá águas calmas e transparentes.
Este é fragorososo e agitado - mete medo.


Tenho por dentro um Oceano de Paz,
com ondas de Luz e correntes de Alegria;
não tenho a Raiva das vagas alterososas;
não sinto o Ódio dos vórtices estonteantes;
a maré-alta do meu Mar, extravasa Bonomia;
e o recuo da baixa-mar, descobre a Melancolia.


Hoje tenho cá dentro um Oceano de Paz.
Não sei porquê, mas acho que sou mesmo assim...
isto tudo, são coisas de cada um
isto, são coisas próprias de mim.

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...