quarta-feira, março 28, 2007

Loas de 1902


Nossa Senhora do Cabo Espichel

A Senhora do Cabo! - "Mas aonde
Existe o cabo de que ella é senhora?"
Eis a pergunta que no labio afflora,
Eis o mysterio que se nos esconde!

-"É o cabo da vida soffredora!"
A voz piedosa e anonyma responde...
E só a entende o espírito que sonde
O oceano da fé consoladora...

A boa Mãe do Cabo! Quando a gente
Põe no Menino que ella tem nos braços
Toda a esperança da alma anciosa e crente,

Reboam harmonias nos espaços,
Dobra-se o cabo resignadamente,
Mudam-se em lirios os crueis sargaços!

(durante o Círio de Sintra, 1902)

Sem comentários:

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...