terça-feira, janeiro 16, 2007

a Lenda


De um Blog de um amigo da Vila Formosa (a do Alentejo), transcrevo, mais ou menos.
..
Numa Segunda-feira de Páscoa, já lá vão muitos anos, o povo da Chança confraterniza nas margens da ribeira de Seda, ali à vista dos arcos de pedra da velha Ponte Romana.
O vinho aguça a imaginação e a coragem da rapaziada que corteja as moças, mostrando seus feitos. Imaginamos o diálogo, talvez um pouco diferente do que poderia ocorrer hoje em dia, junto à Ponte da Vila Formosa, num tradicional convívio-pick-nick de segunda-feira de Páscoa.

"Eu faço; eu aconteço; eu isto; eu aquilo; isso é que era bom; então faz lá; pois faço; não fazes nada; é pá, elas estão a olhar; o que é que apostas; dá-me mais um copo que eu vou lá!"

E lá foi, o Abel (pai do Júlio César) decidido, montou na sua pasteleira e pedalando, a toda a velocidade, atravessou a ponte pelas guardas.

Se foi nesse dia, se foi noutro... não sabemos, mas aqui nasceu uma lenda. Esta é a versão que se conta na Vila.
De tal modo impressionante, que terão existido outros intrépidos aventureiros a tentar o mesmo feito, sem sucesso.
Um deles foi o Zé Arado. Também numa segunda-feira de Páscoa, dizem.
Corajoso mas... catrapum! Veio esbarrar cá em baixo na água fresca da ribeira.
Parece que também o Cabeçana, o Manel Polícia, o Chaporro, terão feito as suas tentativas. É possível... entre o que é verdade e o que possa ser, o importante é manter a Lenda da Vila Formosa, viva na memória da gente.
Quem sabe, até pode ser que... um dia... um fotociclista... nãããão!
-:-

3 comentários:

O Bicho disse...

A lenda, (atesta o JotaCê) é verdade, é história, aconteceu, só não sabemos se foi numa segunda-feira de Páscoa.

Anónimo disse...

Abel, só há um. O do JC e mais nenhum.
Fica no ar, um dia, o fotociclista, igular tamanho feito.

Anónimo disse...

Foi mesmo numa segunda-feira de Páscoa. Grande Abel!
Estas "portuguesadas" eram próprias da juventude da época.
Aconselho o fotociclista a não tentar.
Abel só houve UM. :)
jc

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...