terça-feira, janeiro 09, 2007

a Fonte 51


Na Chança, ou Chancelaria - Alentejo.

A fonte que estás aqui a ver,
lonje vai o tempo, em que ela tinha
sempre muita água a correr;
em passando aqui, todo o gado vinha
uma e outra vez matar a sede.
Hoje é apenas uma grande banheira
colada à sombra duma parede.
"Um dia... há-de correr água à maneira,
quando acabar este tempo de poupança!"
Promete o Presidente da Junta da Chança.



(Poesia de improviso, dedicada à gente da Chança,

ditada pela minha costela (esquerda) alentejana.)

3 comentários:

Anónimo disse...

Ilustrações e postais antigos de Sintra.
No meu blog: Antigamente...

(desculpe a publicidade tão descarada, mas pensei que lhe podia interessar)

Anónimo disse...

Este é o chamado Chafariz do Gado.
O gado foi substituido pelas motocicletas, tractores, jeep's.
Nada vivo bebe ali. :( e é pena.
jc

Carlos disse...

TUDO SECOU.

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...