quarta-feira, maio 29, 2019

Travessia do Tejo


Escaroupim à vista (Salvaterra de Magos)

=> qualquer coisa saiu errada no meu computador - esta publicação é para modificar!

Antes do pôr do sol, vamos atravessar para a margem esquerda do Tejo usando um caminho novo - a ponte Rainha D. Amélia (velha de 100 anos) - por onde antes circulava apenas o comboio.
Durante quase todo o século XX, esta ponte foi única travessia ferroviária (Setil - V. Novas) sobre o rio Tejo.


Em 2001, foi convertida para o tráfego rodoviário e pedonal. Hoje passam os automóveis ligeiros, as bicicletas e os peões, cada grupo na sua pista distinta.

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...