quinta-feira, maio 30, 2019

Subindo o Tejo



Igreja Matriz (Golegã)

Seguimos pela margem sul do Tejo sem parar a cumprimentar amigos de Muge, Benfica, Almeirim, Alpiarça, Vale de Cavalos, Chamusca e passamos o rio na velha ponte da Golegã.
Paragem para almoço, frustrado, porque o "Central" estava a abarrotar, resultado de um encontro de apreciadores de velhas máquinas barulhentas de duas rodas:
 "Cuciolo", "Zundap", "Famel" e até uma "Alma" - motorizada portuguesa com a minha idade.
Deu tempo para uma visita rápida à Igreja Manuelina (Nossa Sra. da Conceição) cujo altar é invulgarmente decorado com azulejos.


Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...