sexta-feira, setembro 18, 2009

fechar a porta


abrir a porta, fechar a porta e sair

Numa bela tarde de verão, pelos caminhos irei,
Roçando os trigais, pisando a relva miúda,
Sonhador, a meus pés seu frescor sentirei.
E o vento banhando-me a cabeça desnuda.

Nada falarei, não pensarei em nada...


(A. Rimbaud, 1870)

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...