quinta-feira, março 13, 2008

do passado



Tenho medo do encontro
com o passado que volta
ao encontro da minha vida.

Tenho medo das noites
povoadas de recordações
encandeiam os meus sonhos.


(..de um Tango de Carlos Gardel)

2 comentários:

Anónimo disse...

Mas o viajante que foge
Tarde ou cedo precisa voltar
Ainda que o esquecimento que tudo destrói
tenha matado toda a minha ilusão
guardo comigo uma esperança humilde
que é toda a ventura do meu coração

Volver-Carlos Gardel
Tradução mais ou menos certa minha. É um dos tangos que mais gosto.
Maria

Anónimo disse...

a minha avó tinha uma igual,mas estava vestida, mais decente....
Máquina SINGER com capota e tudo.
Tentou ensinar-me a coser nela, mas sou uma nódoa, parti várias agulhas e nada.
Era um objecto de tortura...
bjs
bela

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...