quinta-feira, dezembro 14, 2006

a Tormenta



Temporal, tempestade, trovoada, procela ou borrasca,
sinónimos no tesaurus.

Tempo, já tive,
mas gastei muito, não tenho mais,
foi um dia,
foram dois, três e outros tantos e tais.
Eram cravos,
que eram flores, não eram pregos,
no prato
com batatas fritas, mostarda e oregos.
Não os de comer,
pregos daqueles de pregar.
Foi o tempo,
foi o vento, foi o ar e o sal do mar.
O ar azul,
a era verde e ao longe um vendaval.
A espuma
sobe até às nuvens - está tudo mal;
qualquer coisa
se eleva no ar e sem ar fica o céu
e no fim,
debaixo desta trampa, aqui estou eu.

(em, poemas do tempo)

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...