sexta-feira, dezembro 15, 2006

autoretrato 15



Aqui estais, finalmente, meus amigos!
Ai! não é a mim que procurais?
Hesitais, mostrais surpresa?
Insultai-me é melhor! Eu não sou mais eu?
Mudei de mão, de rosto, de andar?
O que eu era, amigos, acaso não mais sou?

Tornei-me, talvez, outro?
Estranho a mim mesmo? De mim mesmo, fugido?
Lutador que muitas vezes venceu a si mesmo?
Que muitas vezes lutou contra a própria força,
ferido, paralisado pelas vitórias contra si mesmo?

(Friedrich Nietzsche)

3 comentários:

Anónimo disse...

Nietzsche, "o maldito"!
Aquele que talvez mais humilhou as mulheres.

Anónimo disse...

Agora é que o Quim disse tudo e como cá se fazem cá se pagam, tens que aguentar pianinho. Um beijinho para os dois da Maria

Anónimo disse...

Se todos somos um produto qual o seu posicionamento no mercado?

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...