quarta-feira, abril 09, 2008

Ressaca


Olho com indiferença pela janela a tempestade que agita o ar pesado, carregado de electricidade.
No horizonte, o ceu cinzento chumbo amarelado é rasgado pelos coriscos de luz.
No mar à minha frente, da mesma cor do ceu, as rajadas de vento levantam ondas alterosas.
Vento, chuva, trovoada, lá fora, não oiço, não me impressiona, sinto-me tão calmo... que contraste.

Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...