sexta-feira, abril 25, 2008

Amanhecer em Abril


Na base de duas das colunas de uma porta lateral da igreja do Convento do Carmo em Lisboa, encontrei estas inscrições e umas curiosas gravuras (um arpão espetado num golfinho).
Não sei o que significam - haverá por aí um Professor de História que nos esclareça?
Só sei que não têm nada a ver com o 25 de Abril de 1974 pois as gravuras já lá estavam antes disso.
Eu sei, porque estive lá, naquela manhã/tarde assistindo ao vivo e em directo, ao decurso de todos os acontecimentos que ali tiveram lugar, em três ou quatro horas decisivas para o sucesso da Revolução dos Cravos.
Não ajudei muito, era apenas mais um, no meio de muitas outras centenas de curiosos, que contribuiram para dar mais força e ânimo às tropas.

1 comentário:

Anónimo disse...

25 de Abril SEMPRE, uma data especial que a mim me comove, pelas recordações que marcam as memórias dum tempo em que acreditámos ser possível um Portugal mais justa e mais humano. Um data para aplaudir, para recordar, como ideal da Liberdade, e de crença num Mundo melhor. Boa semana.

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...