quarta-feira, fevereiro 22, 2006

a Eternidade


(foz do Tejo)

Se eu não morresse, nunca! E eternamente
buscasse e conseguisse a perfeição das coisas!

(Cesário Verde)

2 comentários:

Anónimo disse...

Saudade, saudade, et entao saudade.

Anónimo disse...

Serias DEUS MARIA

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...