sexta-feira, junho 06, 2008

Assim Falava Zaratuga (2)


A DIZER MAL

Lá está o compadre Zaratuga,
Dando umas passas no cigarro,
Cismando, debaixo do Chaparro:
"Dizer mal é típico de portuga.

Ainda posso falar. Não sou mudo.
No mundo sempre em mudança,
Todos querem encher a pança.
O dinheiro, compra quase tudo!"

(...e continua)
Ele vai continuar a falar
E Eu vou aqui escrever
Para toda a gente saber.
Ninguem o manda calar!

3 comentários:

Carla D'elvas disse...

POIS TÁ CLARO!

... que raio de comer é esse??
lagartixa?!
que NOJOOOOOOOOOO :S

Anónimo disse...

pelo sim, pelo não
já aqui tenho os sais....
o jantar caiu mal...
que a ementa amanhã, seja melhor.
bj
bela

Anónimo disse...

E a pobre da comadre Zaratuga,
Que levou o dia todo na cusquice
Dizendo de tudo mal, boa portuga,
Olhou para o marido e, assim lhe disse:

Como queres tu encher a pança,
se já nem pão nós temos para as migas?
Se só queres é bola e pé de dança,
Dormir e, olhar para as raparigas?
Maria

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...