segunda-feira, novembro 05, 2018

Com ou sem ajuda


Ponte da Ajuda (Elvas)

De regresso a Portugal, atravessamos o Guadiana pela nova ponte, no lugar de Nossa Senhora da Ajuda, à vista das ruínas da velha e malfadada obra de D. Manuel I, a qual desde a inauguração (1510) foi alvo de sucessivas desgraças:
  1. sem ajuda de ninguém ruíram alguns arcos (1597) em consequência de fortes cheias que elevaram anormalmente o caudal do rio Guadiana - foi reconstruída;
  2. depois, com uma ajudinha do exército castelhano, foi parcialmente destruída (1646) durante a Guerra da Restauração da Independência - foi reconstruída;
  3. mais tarde (1709) durante a Guerra da Sucessão Espanhola, de novo a ajuda do exército castelhano que fez explodir a ponte, destruindo-a mais uma vez - nunca mais, até hoje, foi reconstruída.

1 comentário:

M,Franco disse...

Gosto desta paisagem, mesmo com os arcos destruídos.

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...