sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Candeeiro de Sombra


Quase todos os candeeiros dão luz.
Este, parece que resolveu dar sombra.
Também eu, sinto que algo me ensombra,
Como se tivesse na cabeça um largo capuz.

Ainda mais do que ontem, hoje e agora,
ela está triste, a minha filha preferida.
O claro dia de sol que anima a rua lá fora,
não aquece por dentro, a Leoazinha ferida.

Sem comentários:

Outros Tempos

Miradouro do Mindelo, Praia das Maçãs “Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço  é uma alegria para mim partilhar uma época e u...