sábado, janeiro 05, 2019

Amanhecer DCXXXIII



Parque Eduardo VII, Lisboa

E aqui vamos nós,
todos juntos, em mais uma corrida, mais uma viagem de 52 semanas, para a frente (ou para trás, vá-se lá saber..?) no tempo.
Será um passeio de 940.000.000 kms (mais coisa menos coisa, segundo os meus cálculos astronómicos) através do espaço sideral, onde nos cruzamos com poeiras e gases, resquícios de estrelas e planetas há muito desaparecidos, resíduos de vida passada e prováveis formações de vida futura.
Neste intervalo de tempo no espaço, alguns milhões de sóis arrefeceram, congelando tudo o que se alimentava da sua energia, enquanto outros se expandiram, derretendo toda a vida em seu redor.
Entretanto, o nosso pequeno mundo deu muitas voltas. Umas quantas vidas desapareceram, outras tantas renasceram e muitas mais, incontáveis, começaram a ocupar o seu lugar, contribuindo para a transformação de tudo o que existe - a vida, o tempo, o espaço - ou talvez não, quem sabe se tudo isto é apenas uma invenção?


Sem comentários:

Despertar DCCII

Praia das Maçãs, Sintra Acontece por vezes, após uma noite de mar agitado, com ondas alterosas fustigadas por ventos fortes e sabe-se lá qu...