quinta-feira, março 09, 2006

a primeira


Abriram hoje, no meu jardim, os primeiros cálices de Frésia.
Quando estas flores começam a impregnar o ar com o seu intenso aroma - autêntico perfume - é sinal que está a chegar o fim do Inverno.
Nos canteiros do meu jardim, elas são mais ou menos silvestres, nascem expontâneamente desde que, há alguns anos, eu recolhi alguns bolbos que encontrei a germinar na areia do pinhal da várzea. São cada vez mais e em muitas cores e tons naturais possíveis (amarelos, azuis, laranja, vermelhos, branco).
Antes disso, eu nem sabia que existiam tais flores.

3 comentários:

Anónimo disse...

ue me dar umas tantas para o meu jardim Maria

O Bicho disse...

OK, Maria, na proxima semana vou aí almoçar às Caldas e levo-te alguns bolbos com plantas já crescidas numa caixinha om areia do pinhal.

Anónimo disse...

Muito agradecido bichinho

Amanhecer DLVIII

COVILHÃ Correndo pelo vale do alto Zêzere Já chegámos? O quê! Ainda não? Então vou dormir mais um bocadinho...