sexta-feira, novembro 09, 2018

Igreja da Pobreza


Igreja do Senhor Jesus da Pobreza (Évora)

Uma das mais ricas jóias do património monumental da cidade, encontra-se no Largo da Pobreza.

Esta magnífica obra da arquitectura religiosa setecentista foi patrocinada pelo inesgotável erário de El-Rei D. João V, o Magnânimo.
A construção foi orientada por um dos mestres ajudantes e aprendizes de Frederico Ludovice, o famoso arquitecto germânico responsável pela construção do Palácio-Convento de Mafra.

quinta-feira, novembro 08, 2018

Varandas na Forja


Évora

Varandas com gradeamento de ferro forjado, há muitas ainda, felizmente bem conservadas, nas vilas e pequenas cidades do interior, nas cidades maiores do litoral e até na na capital.
Com adornos estilo esfera armilar como os desta varanda ainda nunca tinha encontrado.


quarta-feira, novembro 07, 2018

Foi por ela


Juromenha (Alandroal)

Pois foi, só por ela, uma típica chaminé alentejana, que fiz esta fotografia.
De resto, não e ocorre mais seja o que for de especial ou interessante para dizer.
Tenho dito!

segunda-feira, novembro 05, 2018

Com ou sem ajuda


Ponte da Ajuda (Elvas)

De regresso a Portugal, atravessamos o Guadiana pela nova ponte, no lugar de Nossa Senhora da Ajuda, à vista das ruínas da velha e malfadada obra de D. Manuel I, a qual desde a inauguração (1510) foi alvo de sucessivas desgraças:
  1. sem ajuda de ninguém ruíram alguns arcos (1597) em consequência de fortes cheias que elevaram anormalmente o caudal do rio Guadiana - foi reconstruída;
  2. depois, com uma ajudinha do exército castelhano, foi parcialmente destruída (1646) durante a Guerra da Restauração da Independência - foi reconstruída;
  3. mais tarde (1709) durante a Guerra da Sucessão Espanhola, de novo a ajuda do exército castelhano que fez explodir a ponte, destruindo-a mais uma vez - nunca mais, até hoje, foi reconstruída.

domingo, novembro 04, 2018

Domingo Manuelino


Igreja de Santa Maria Madalena (Olivença, ou Olivenza)

E quem for assistir à santa missa de hoje, domingo, terá oportunidade de apreciar o esplendor do estilo Manuelino, no interior da Igreja mais portuguesa de Espanha.

sábado, novembro 03, 2018

Amanhecer DCXXIV



Portal (séc. XVI) no estilo Manuelino, perfeitamente bem conservado.

Actualmente é porta do Ayuntamiento de Olivenza (Espanha)
que deveria ser a Câmara Municipal de Olivença (Portugal)

Grande confusão na minha cabeça:
património arquitectónico nacional Português sob domínio de "nuestros hermanos"?


sexta-feira, novembro 02, 2018

A Fonte 727


Fonte com tanque para dar de beber aos animais - data de 1660.

Na entrada da antiga freguesia de Nossa Senhora do Loreto de Juromenha.

quinta-feira, novembro 01, 2018

Dia de Santos Nenhuns


Igreja Matriz da Juromenha (Alandroal)

Neste Dia Todos os Santos, se alguém quiser rezar convém escolher outra igreja, pois aqui neste lugar não resta um único santinho, nem tão pouco no altar - foram todos embora para onde?
- Talvez, quem sabe, com a fronteira aqui tão perto, tenham emigrado. Partiram em busca de outra vida em lugar mais acolhedor.

terça-feira, outubro 30, 2018

Guerra das Laranjas


Deixamos o forte entregue à inclemência do tempo e à incúria dos homens, no limite norte do grande lago do Alqueva.
Para reavivar memórias da Guerra Peninsular, seguimos viagem para o interior da Península, subindo o Guadiana à procura de uma travessia para entrar em terras de Espanha, outrora Portugal - seguimos a história de um conflito (Portugal-Espanha-França) que ainda hoje está por resolver, e do qual, Manuel Godoy parece ter saído o único vitorioso.

segunda-feira, outubro 29, 2018

Sentinela do Guadiana


Fortaleza da Juromenha (Alandroal)

Dentro das muralhas da praça forte do Guadiana, destaca-se a Igreja, ou o que resta dela, em muito mau estado de conservação.


domingo, outubro 28, 2018

A Fonte 726

JUROMENHA (Alandroal)

Uma paragem para matar a sede e descansar um pouco após a intensa batalha do almoço, cuja ementa foi novidade para mim:
uma cabeça de Barbo cozida, servindo de conduto a uma sopa de verdadeiro pão alentejano (padaria das Minas do Bugalho), com caldo bem cremoso, ligeiramente temperado com poejo silvestre e algumas ovas do peixe misturadas... extraordinário!

Igreja da Pobreza

Igreja do Senhor Jesus da Pobreza (Évora) Uma das mais ricas jóias do património monumental da cidade, encontra-se no Largo da Pobreza....