segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Rio abaixo


Por este rio acima

Por este rio acima
Deixando para trás
A côncava funda
Da casa do fumo
Cheguei perto do sonho
Flutuando nas águas
Dos rios dos céus
Escorre o gengibre e o mel
Sedas porcelanas
Pimenta e canela
Recebendo ofertas
De músicas suaves
Em nossas orelhas
leve como o ar
A terra a navegar
Meu bem como eu vou
Por este rio acima

(Fausto Bordalo Dias)

Sem comentários:

Amanhecer DCI

Anfiteatro Keil do Amaral (Parque do Monsanto, Lisboa) Tudo a postos, faltam algumas horas para o início das festas ao ar livre, na cid...