quarta-feira, fevereiro 22, 2006

a Eternidade


(foz do Tejo)

Se eu não morresse, nunca! E eternamente
buscasse e conseguisse a perfeição das coisas!

(Cesário Verde)

2 comentários:

cristina disse...

Saudade, saudade, et entao saudade.

Anónimo disse...

Serias DEUS MARIA

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...